Centro de Excelência do Cerrado

CERRATENSES

O Centro de Excelência do Cerrado é uma Superintendência do Jardim Botânico de Brasília, criado com o intuito de fortalecer a pesquisa e a disseminação de informações referentes ao Bioma Cerrado.

Sua localização, no ponto mais alto do JBB, foi definida no Plano Diretor para manter a função do antigo Mirante como posto de observação para a fiscalização e detecção de focos de incêndio.

A sua construção foi fruto de uma compensação ambiental, processo nº 391.001.154/2012 proveniente da implantação do Jardins Mangueiral, investimento no valor de R$ 3.120.549,06 (três milhões, cento e vinte mil, quinhentos e quarenta e nove reais e seis centavos).

O projeto assinado pelos arquitetos Roberto Lecomte, Catarina Macedo e Samuel Pinheiro Guimarães, inspirou-se em formas orgânicas da natureza como os espirais, a sequência de Fibonacci e os ninhos dos pássaros do Cerrado.

O partido arquitetônico adotado criou espaços dinâmicos e modulados para abrigar diferentes temas relacionados ao Bioma, onde são desenvolvidas atividades de pesquisa e difusão de conhecimento acerca do Cerrado.

O edifício, inaugurado em 2015, conta com Biblioteca Digital (em implantação), auditório, seis salas de escritório, um Mirante, um café (a ser licitado), banheiros e espaços para exposições, em parceria com o Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia – IBICT.

Com a construção do prédio, celebrou-se um termo de cooperação entre o JBB e o Centro de Estudo de Cerrado e Caatinga-CECAT-ICMBio, ampliando a capacidade institucional de pesquisa.

IMG_20150903_121740911IMG_20150903_121800989 IMG_20150903_121826971 IMG_20150903_121935801